Selic a 13,75% ao ano, quanto rende a poupança?

Como são formados os preços das ações?

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central manteve a Selic em 13,75% ao ano nesta quarta-feira (26). Veja como fica o rendimento da poupança!

Taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. Ela influencia as taxas de juros de todo o país e é utilizada pelo Branco Central (BC) para controlar a inflação.

Os efeitos da mudança da Selic são sentidos por todos os brasileiros, bancos e até investidores estrangeiros.

A Taxa Selic sempre foi uma ferramenta de controle da inflação: qualquer mudança que o Banco Central do Brasil fizer na taxa resultará em uma alta ou queda da inflação. 

Ao aumentar a Selic, tem como objetivo desacelerar a economia, impedindo a inflação de ficar muito alta.

E, ao baixar a Selic, tem como objetivo estimular o consumo e aquecer a economia, aumentando a inflação quando ela está abaixo da meta.

A taxa básica de juros alta impacta também, com menos intensidade, a caderneta de poupança, que deixa de ter a rentabilidade aumentada após a Selic superar 8,5%. Abaixo desse nível, o rendimento da poupança fica em 70% de quanto for a taxa básica de juros.

Quando a Selic supera os 8,5%, o retorno da poupança fica limitado a 0,5% ao mês, ou 6,17% ao ano, mais a variação da TR, regra conhecida como a da “poupança velha”. Contudo, é bom lembrar que, com a taxa básica de juros acima de dois dígitos, a TR deixou de ter retorno zero, e deve agregar alguma rentabilidade à poupança.

Mas afinal, rende R$ 1.000 na poupança?

Com a taxa básica de juros em 13,75% ao ano, ao investir R$ 1 mil no Tesouro Selic ou CDB que paga 100% do CDI durante um ano, após a incidência de Imposto de Renda de 17,5% para esse prazo, o resgate seria de R$ 1.109,73 (considerando a expectativa de mercado para os juros futuros no período até ontem, de 13,24% ao ano).

Já na poupança no mesmo período, o investidor terá R$ 1.072,29 (considerando a TR estimada no período, de 2% ao ano ). Dá uma diferença de R$ 37 por ano a menos de retorno a cada R$ 1 mil investidos, portanto. Pode parecer pouco, mas quanto maior o período e o valor, maior a diferença.

Confira o rendimento de R$ 1.000,00 após 12 meses.

InvestimentoValor líquido de resgate (em R$)Rentabilidade líquida ao ano (em %)
PoupançaR$ 1.072,297,23
Tesouro SelicR$ 1.109,7310,97
CDB que rende 100% do CDIR$ 1.109,7310,97
CDB que rende 106% do CDIR$ 1.116,7511,68
Fonte: Valor investe / C6 Bank

Investimentos melhores que a poupança?

A Poupança está bem longe de ser um ótimo investimento. Muitas pessoas buscam investir seu dinheiro na poupança, esperando que traga um bom retorno após anos de aplicação, porém, isso é um grande erro.

A seguir, vamos apresentar 2 investimentos melhores que a Poupança. Na prática, isso significa que essas opções de investimentos podem valorizar mais seu dinheiro e realmente fazer com que você veja um maior rendimento ao longo do tempo, principalmente no longo prazo. Confira:

1: Fundos Imobiliários

Essa é uma das modalidades de investimento onde você pode ganhar de duas formas: com a valorização do preço das cotas e com os rendimentos auferidos pela exploração comercial do portfólio do Fundo.

Quando você se torna cotista de um fundo imobiliário, tem direito a receber dividendos. Eles são pagos mensalmente, como se fossem “aluguéis”, mas com uma diferença: não te dão nenhum tipo de dor de cabeça.

Enquanto os investidores que possuem imóveis físicos sofrem com a burocracia e o estresse de buscar inquilinos, quem investe em cotas de FIIs, recebe uma quantia todos os meses sem fazer esforço. E a melhor parte, sem a necessidade de pagar Imposto de Renda sobre os ganhos, já que os dividendos dos FIIs são isentos de IR.

Como os ativos dos fundos imobiliários fazem parte da renda variável, é preciso ter em mente que o desempenho passado de um ativo ou de um fundo não é garantia de algum retorno futuro. 

Os melhores fundos imobiliários são aqueles que apresentam crescimento contínuo, tanto na valorização das cotas, quanto nos proventos pagos aos cotistas.

No Rendi divulgamos mensalmente nossa carteira recomendada de fundos imobiliários. Nela você encontrará uma análise de nossos especialistas e a recomendação dos FIIs mais atrativos para sua carteira.

Clique aqui e acesse a Carteira Recomendada de Fundos Imobiliários do Rendi.

2: Ações

Quando uma empresa abre seu capital na bolsa de valores, é como se a empresa fosse dividida em vários pedacinhos. Com isso, cada pessoa que compra um desses pedaços se torna dono dele, ou seja, um pequeno sócio da empresa.

Sendo assim, as ações (também conhecidas como papéis), são títulos nominativos e negociáveis, que representam uma fração do capital social de uma organização. Quem compra uma ação na Bolsa de Valores, começa a ser chamado de acionista minoritário e passa a possuir uma pequena parte da empresa.

Muitas pessoas desconhecem as várias formas de ganhar dinheiro com as empresas da Bolsa.

Veja 2 maneiras de ganhar dinheiro com ações

Agora, vamos falar por que investir em ações é uma ótima opção para quem busca aumentar o seu patrimônio no longo prazo.

1: Valorização

Em primeiro lugar, a valorização das ações é uma das formas mais comuns de lucrar. Isso acontece quando a procura por determinado ativo aumenta, fazendo com que seu preço sofra uma valorização.

O investidor compra na baixa e venda na alta, assim obtendo retornos positivos com a diferença.

2: Dividendos

Ao investir em uma empresa através de ações, o investidor se torna acionista da empresa.

Dividendo é a parcela do lucro da empresa que é usada para remunerar os acionistas, onde é repartida conforme o número de ações de cada investidor.

Por lei, empresas de capital aberto na bolsa de valores são obrigadas a distribuir no mínimo 25% do lucro líquido anual entre seus acionistas. Algumas empresas inclusive distribuem mais que isso.

A distribuição desse lucro acontece em dinheiro. O valor é depositado na conta dos investidores na corretora.

Os dividendos são uma maneira de atrair investidores. Boas empresas pagadoras de dividendos costumam ter maior procura no mercado.

Neste caso é importante escolher empresas boas pagadoras de dividendos.

Vale lembrar que o valor é pago de maneira proporcional a quantidade de ações que você tem, quanto mais ações você possuir da empresa, mais dividendos você receberá.

A vantagem é que, além de receber uma parcela dos lucros, você pode usar esse dinheiro para reinvestir e assim, gerar o efeito bola de neve para aumentar seus ganhos.

No Rendi você encontra uma carteira recomendada de gerida por um time de especialistas e monitoradas constantemente que contam com o suporte da tecnologia para levar para você as melhores oportunidades. 

Trata-se de uma estratégia ideal para quem busca conquistar renda passiva recorrente investindo em ações pagadoras de dividendos.

Clique aqui e acesse carteira recomendada com as melhores ações para receber dividendos

Gostou do post? Então fique por dentro dos próximos conteúdos que iremos postar aqui!

Quer saber mais sobre renda variável, quais empresas investir e qual a melhor forma de fazer seus investimentos render?

Conte com o Rendi! Somos uma plataforma focada em investimentos, com a missão de fazer seu dinheiro render!

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like